terça-feira, dezembro 02, 2008

Um oscar para Kirsten Dunst

Por mais que digam que ela é uma versão loira cabeluda do Billy Corgan, sou fã da Kirsten Dunst. Chega a ser uma adoração adolescente, mas devemos nos permitir coisas assim.

Estou pensando em começar uma campanha chamada Um Oscar para Kirsten Dunst Já!

Recentemente ela entrou num Rehab para largar o álcool. Como eu quero te dar um abraço, Kirsten!

Aqui meus 5 personagens preferidos dela.

05 - Lux Lisbon - Virgens Suicidas (1999)


Foi com esse filme que ela começou a chamar atenção do cinema. Deixou de ser a menininha de covinha de Jumanji para se tornar aquela bela atriz adolescente que deixa corações ofegantes por onde passa.

04 - Mary Jane - Spiderman (2002)


Talvez o papel por qual ela é mais conhecida mundialmente. Aquele cena do beijo no final do filme se tornou um clássico. Mary Jane é apaixonante.

03 - Maria Antonieta (2007)

Um dos seus últimos filmes. Já consagrada mundialmente, ela participa dessa espécie de filme de época em ritmo de video clip indie, dirigido por Sofia Coppola, mesma diretora de Virgens Suicidas. Ela é uma vaca como rainha, mas tudo bem. Ela pode. Kirsten criando tendência no mundo da moda e tudo isso com essência de alfazemas dos campos franceses.

02 - Claire Colburn - Elizabethtown (2005)

Difícil deixar esse personagem em segundo lugar. Analisando friamente, Elizabethtown não é um filme bom. A história é chinfrim e o protagonista não é carismático, mas tem Kirsten no papel de Claire Colburn e isso basta. Uma personagem que é uma utopia de mulher. Linda, simpática, prestativa, com uma leve carência e disposta a mudar a vida do cara. Suspiro toda vez que revejo esse filme .

E claro, ela tem sempre uma frase de efeito na ponta da língua. Minha preferida é:

Trust me. Everybody is less mysterious than they think they are.

01 - Mary - Brilho eterno de uma mente sem lembranças (2004)

Mary ganha da Claire de Elizabethtown por pouco. Talvez pela cara que ela faz depois que descobre que já havia tentado antes apagar o "Doutor" do seu cérebro e voltou a se apaixonar. É qualquer coisa de partir o corazón. Dá vontade de atravessar a tela para estar com ela no filme nesse momento. Tentei umas duas vezes, mas acabei com um galo na testa.

Além do mais é um filme sensacional e, mesmo não tendo um papel importante, ela consegue ser relevante na história. I Love you, Mary!

A banda inglesa Daniel Flay & The Irreparable Guilt fez uma música em homenagem a minha musa. Uma pérola pop com violões, violinos, violoncelos com uma quebradeira no final. Só não concordo quando ele diz na última linha da música "Kirsten Dunst, you must be worth a million bucks".

Kirsten is priceless!

Kirsten Dunst - Daniel Flay & The Irreparable Guilt

Slowly, we are bad news - passing out in bars, drinking, driving and soulless, crying tears of love. What's happened to us?"

Do you still play guitar?" Like you thought I would give up.

"There are millions of people in this world, but in the end it all comes down to one."

- Kirsten Dunst, you must be worth a million bucks.

10 comments:

Denis Pacheco disse...

"Ela é uma vaca como rainha, mas tudo bem. Ela pode" - Te apoio na campanha 1 Oscar pra Kirsten Dunst já!

(E adorei o header do blog, foto incrível)

Bruno Silva disse...

Ah, pra mim ela tem sempre a mesma cara de bolacha traquinas. Ela é bonitinha, mas muito mirradinha. Apesar de eu gostar de uma magrela.
Ok, eu to confuso. hehe

Abraço.
Bruno Silva
http://ladobdocassete.blogspot.com

Túlio disse...

Valeu, Dênis! Não tinha ainda o link do teu blog, agora coloquei ali na lista o Topismos! Abs!

E Bruno, eu sempre gostei de Trakinas! deve ser isso!

artesmenores disse...

Sempre chamo ela de "wantsomemore", por causa de entrevista com o vampiro.

Marcelo Urânia disse...

um crime essa comparação com o billy corgan! hahahaha

van disse...

olha, como cansei da Scarlet, acho que adotarei sua musa como parte da minha parte lésbica.

pronto, falei.

(e aí, alguma naite brasileña na virada?)

hellenG disse...

que linda essa música.

A-nah! disse...

jajajajaja... nunca había oído eso de que es una versión rubia y con pelo de Billy Corgan... ahora me parece igualita!

BTW... también amo a Mary... :)

Lívia disse...

Merecida campanha!

Gosto dela porque mesmo em filmes bobinhos de adolescente ela faz a diferença!

Beijos

Carol disse...

não respeitei ela no maria antonieta.

Blog Widget by LinkWithin