quinta-feira, outubro 02, 2008

Texto manco.


Chega um ponto em que não sabemos se conseguimos aquilo que queríamos.
O objetivo obtido hoje fazia sentido ontem.

Renunciamos a tanta coisa em nome desse futuro e esquecemos que ele está presente como nunca, começando a cada momento.

A mesa está pronta, a comida na louça fria, o vinho esperando, mas e a fome? Cadê?

Chegou um momento em que tudo é uma obrigação. Drummond estava certo.

Alguém duvidava disso?

* Inspirado por Mark Strand, Drummond e um Pacheco Pereda.

7 comments:

JR disse...

O assunto é profundo, polêmico e filosófico.. e há controvérsias.)

Túlio disse...

Certamente. Foi instalada a polêmica.

Lívia disse...

tá quase um filósosfo já.

Nesse momento, nem me fale dessas coisas... minha cabeça tá dando tantas voltas...

beijos!

Leo Vinhas disse...

"Querer" costuma ser uma merda, pois há o risco de conseguir. O que se fazer então? Felizes os que vivem são ambição, pois a mediocridade traz a paz e evita a frustração.

A-nah! disse...

Marc Strand... buen descubrimiento.

Yo vivo con delay, sincronizarme es la meta... ¿se podrá llegar también tarde a uno mismo?

Keep things whole!

Túlio disse...

yaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Taís disse...

Um blog que linka outro, que linka outro, que linka outro... e aqui estou eu.
Você nem tem idéia do quanto esse seu post me fez pensar.
Já passei por situações exatamente iguais a essa, em que eu dizia: eu queria isso ontem, agora já não quero mais.
Mas quando se está com tanta vontade de mudar tudo, é sempre válido pensar "será que amanhã vai valer a pena tanto quanto hoje?"
Já havia quase me esquecido disso...
Ótimo blog
Abraços

Blog Widget by LinkWithin