quarta-feira, maio 13, 2009

Das coisas que vou deixando de lado

A procrastinação não é para qualquer um, meus caros.

Às vezes fico pensando em tudo que eu me animo a fazer e depois esqueço que chega a ser uma vergonha. O pior é que isso tudo vem desde criança quando eu fazia aulas de judô ou futsal e logo "enjoava". Pelo menos naquele tempo tinha mãe e pai por perto pra insistir e brigar para que eu continuasse.

Tenho um plano de fazer um livro de contos. Comecei todo animado escrevendo três, que até fiquei bem satisfeito com o resultado. Cadê os outros? Vai saber. Ninguém sabe, ninguém viu.

Pensei em fazer um curso de roteiro, liguei para escola, visitei, mas deixei para me matricular no último dia possível. Eram duas turmas por semana, ia sobra vaga, né? Não, não sobrou nada.

Viajar para o Chile, Uruguai ou interior da Argentina é outra coisa. Já vi passagens, hostels, citytours, mas na hora de pagar mesmo acabo ou cancelando ou não achando passagem. A mesma história.

Sem falar na música, que estou para terminar duas canções faz uns dois meses. Assim vamos indo postergando tudo e todos por pura preguiça e cansaço laboral.

Essa semana mesmo comecei a me empolgar por uma câmera digital, que eu ainda não tenho. Sim, sou uma das últimas espécies da terra a não ter uma câmera e um cartão de crédito. O dia de os dois ainda chega, mas pelo jeito e pelos preços a câmera vai ficar mais pra frente. Tudo culpa do peso, desvalorizadíssimo atualmente. Com um dólar, por exemplo, vc compra 3,70. Imagina só.

Vou ali dar uma cochilada e aproveitar essa preguiça de terminar o post.

8 comments:

Leo Vinhas disse...

Não viajou para Misiones porque não quis, seu Tulio! Convite não faltou, e tinha até hospedagem gratuita!
Mas entendo isso. Também deixo tudo para aquele estranho dia que nunca chega (o amanhã). Tudo fica para depois e, quando você, o depois é passado.

Julio Marin disse...

Mesmo sem te conhecer.... posso dizer... que não é só você que tem essas atitudes, esses momentos. Afinal, a gente não desiste de tudo. No meu caso, sempre insisto naquilo que não é tão bom... mas por pura sabotagem, por pura covardia, deixamos algumas coisinhas importantes de lado!!! Nada melhor que a reflexão para nos levar a outras escolhas e tomarmos outras atitudes.

Abrss

Túlio disse...

e vamo levando com a barriga. é por isso que ela está tão grande?

Leo Carioca disse...

Parabéns por não ter cartão de crédito.

adélia jeveaux disse...

poooo... que pena.
mas é foda, procrastinar é uma tentação.

claudemir disse...

Tb não tenho camera digital, e o cartão até tenho mas nunca uso. Agora lembre-se que conhecemos pessoas que não tem nem celular. Quanto a pstergar tudo... ah deixa pra depois.

A-nah! disse...

Procrastinators are the leaders of tomorrow Túlio... don't forget! :)

Julieta Abiusi disse...

Camera digital tenho, cartao de crédito, não. Nunca tive nem pretendo ter. O que falta não é iniciativa, Tulio. Falta constância. Como vc, tb sou repletas de ímpetos de curta duração. Mas tive um professor no CBC da UBA que sempre repetia "solo fracasa el que desiste". Agora toda vez que procuro minha constância perdida tento lembrar dele.
Bj!

Blog Widget by LinkWithin