sábado, maio 09, 2009

Colectivos de Buenos Aires

Buenos Aires é uma cidade linda e tudo mais, com uma arquitetura invejável. Passear por suas ruas planas é um exercício realmente prazeroso por culpa da paisagem das construções.

Porém, quando você olha para a ruas, a magia a acaba por completo. Ao contrário do brasileiro que é apaixonado por carro, como dizia a propaganda da Ipiranga, o argentino parece que tá cagando e andando pros seus veículos automotores.

Você vê uma frota de carros velhos e descuidados e principalmente ônibus. Achar essas ruínas ambulantes charmosas, é ver poesia demais em qualquer lugar, meus caros!

A maioria dos "colectivos" é feia por fora e por dentro, onde bancos destroçados e de madeira fazem você se sentir numa viagem a uma cidadezinha do interior do sertão nordestino. Trash mesmo.

Aqui uma galeria dos busões idosos que andam normalmente pela cidade. Repare que até mesmo nas fotos dá pra ver o quanto eles poluem!

Ai, que saudade do meu Ahú-Los Angeles de Curitiba!



* O ônibus da foto do título do blog é o 152, o integrador da cidade, que liga Olivos até a Boca. Uma das poucas linhas sem cacarecos!

8 comments:

marcus disse...

Eu já peguei a linha 64, pra ir até a Bombonera. Um absurdo =/

hellenG disse...

ok, tá sentindo saudade até dos busões... tá feia a coisa, bêibi.. ahahahah

Germano Jaeschke Schneider disse...

Sei lá, como antigomobilista e apaixonado por veículos antigos, consigo considerar este aspecto de Buenos Aires mais um charme, isso que na capital federal não se vê nem um pouco do que se encontra no interior do país, principalmente na fronteira com o Rio Grande.

Quando fui a Santiago me decepcionei muito ao descobrir que na capital chilena o panorama era outro, com uma frota muito nova, formada principalmente por veículos orientais (japas, coreanos e até chineses).

Ah, e como é meu primeiro comentário, parabéns pelo blog.

adriana disse...

os ônibus não são a melhor coisa do mundo, mas também não são nenhum pau de arara, vai mr!

A-nah! disse...

Jajajaja... ¡abajo la poesía de la vida carajo!

Juan Trasmonte disse...

Túlio, quando eu vim embora depois de morar cinco anos no Rio de Janeiro, andava de ônibus fascinado que nem criança. Lia todos esses cartazes com regras que eles colocam: "Descienda por la puerta trasera"; "Prohibido escupir en el suelo" etc
Até a velhice deles achava charmosa. Mas paixão durou uns meses só...
abs.

giancarlo rufatto disse...

fiquei imaginando como são os onibus em Cuba se na argentina é assim.

addicted to life disse...

these are the disadvantages of the big city!

Blog Widget by LinkWithin