quinta-feira, junho 19, 2008

A pior torcida do mundo.

Quem já foi em qualquer partida aqui na Argentina pode atestar o tremendo abismo que separam a torcida argentina da torcida brasileira. Seja criatividade, apoio e atitude, as diferenças são gritantes.

Torcedor argentino apóia em qualquer momento, esteja o time ganhando, empatando ou perdendo. Qualquer torcida do Nueva Chicago ou do Chacarita dá um show na Gaviões da Fiel. Chega a ser ridículo as tentativas das TV's brasileiras de mostrar as torcidas brasileiras como coisas espetaculares. Até nas musiquinhas os argentinos são mais criativos. São várias e eles não ficam só no "êleleô leleô leleô Santos", por exemplo. Já fui em jogo do Boca, San Lorenzo e Gimnasia La Plata e os caras podiam gravar um cd duplo com seus melhores cânticos.

Pior que todas as torcidas de todos os times brasileiros está a torcida da seleção brasileira. Isso não é torcida, mas sim um amontoado de consumidores. O torcedor brasileiro não apóia, mas sim julga.

Se o Brasil está ganhando, o torcedor está super feliz e canta aquela grande gama de 2 musiquinhas que são ""êleleô leleô leleô Brasil" ou a ridícula "Eu, sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor". Engraçado que quando o time perde ou simplesmente empata, o cara não é brasileiro com muito orgulho e com muito amor e até chega a torcer e aplaudir o time adversário.

Lembro dos jogos da Copa de 2006 da Argentina, onde mesmo lá na Alemanha se podia escutar os gritos dos hinchas. Várias músicas, uma atitude otimista (até demais) e um apoio quase que incondicional a suas cores.

Talvez o futebol brasileiro tenha evoluído tanto e se transformado em 100% negócio, não há nada de paixão. O torcedor, que deveria apoiar seu time e fazer o papel de 12º jogador, se tornou apenas um mero consumidor espectador. Está lá para ver um filme e, se não gosta do seu enredo, vaia e xinga. Acontece que torcedor ainda tem o poder de influir no resultado da partida ao invés de só criticar e pedir seu dinheiro de volta.

A melhor seleção de futebol do mundo tem a pior torcida do mundo.

17 comments:

Bruno Silva disse...

Concordo em partes, discordo em outras.

1. Comparar as torcidas é difícil. É um lance cultural. Mas pecou mais ainda quando falou da Gaviões. O Corinthians foi rebaixado para segunda divisão, vem sofrendo para montar um time competitivo, e a torcida nunca vaiou o time, mesmo nas piores apresentações. Muito pelo contrário, apoiou os 90 minutos. Carregou o time no colo desde a metade do ano passado.
E engana-se quem se refere à torcida do Corinthians como a Gaviões. Apesar de ser uma grande torcida, é autoritária e não reflete os 30 milhões de corintianos.

2. O país que tem uma torcida que apóia os 90 minutos tem 2 títulos mundiais. O que tem uma torcida muito crítica tem 5! É de se pensar.

3. A torcida vai ao estádio com o intuito de ver a seleção ganhar, jogar bem. Estamos acostumados com isso.

4. Quem foi ao mineirão não pagou menos de 300 reais em 1, eu disse UM, ingresso. Quer ver ao menos o time jogar com raça. Que perca, mas perca com dignidade.

5. Pára né?! O Dunga foi um líder. Foi dele a copa de 94, junto com Romário. Mas como eu disse: FOI um líder.

A Seleção é mais que isso que estamos vendo.

Abraços!
Bruno Silva

Juliana Bragança disse...

mas que foi engraçado foi! quando a torcida começou a gritar: Adeus Dunga!
Ri muito! mas fiquei com pena dele, como disse um jogardor (que, é claro, que eu não sei o nome), a seleção é todo mundo, não só o dunga, se tem que xingar, xinga todo mundo, não só o técnico!

Felipe disse...

Melhor que isso foi um argentino com uma placa "FICA DUNGA!"

Túlio disse...

Bruno, quando comaparei a Gaviões as torcidas da Chacarita ou Nueva Chicago digo quanto ao comportamento no campo. Os caras cantam o tempo todo e não param nunca, é outro sentimento. Fora que eles são um pouco mais melódicos e criativos e não ficam só no "timão eooo" e o "não para, não para". A torcida do Corinthians, assim como a do Flamengo, são supervalorizadas. Basta ver qualquer partida de segunda divisão do campeonato argentino.

Duda disse...

Caro Túlio, acho que tu andas muito mal informado. Já faz algum tempo que no Brasil existe uma torcida espelhada no "modus argentinus" de torcer. Torcemos o tempo inteiro, gritamos o tempo inteiro, não vaiamos, temos um grande repertório de músicas invejável, somos torcedores incondicionais e apoiamos o time o tempo inteiro. Sugiro que você procure alguns vídeos no You Tube e conheça uma torcida brasileira de verdade. Para aqueles que não conheceim: muito prazer, Geral do Grêmio.

Túlio disse...

Não estou mal informado Duda, já conheço a fama da Geral, mas nunca a vi ao vivo. De qualquer maneira é um exemplo isolado que está longe de ser maioria em todo o país. Além disso, é apenas uma parte da torcida do Grêmio que é imensa. Vai dizer que todo gremistas torce como a Geral?

Paulo Torres disse...

Eu estava no Mineirão ontem (ingressos a 30, 50, 100, 200 e 250 reais, ao contrário do que disseram num outro comentário ali em cima). E com o time jogando mal e não vencendo, vaias mesmo. Mas fui a um jogo da Argentina nas eliminatórias, no Monumental (o 3x0 sobre a Bolivia), e a torcida nao era muito diferente... Poucos cantos, longos períodos de torcida silenciosa. Unanimidade, só para o Riquelme. (E parte consideravel dos torcedores gritou o nome do Pato Abbondanzieri e do Masche, creio que torcedores de Boca e River respectivamente.) Mas a torcida nesse jogo da seleção argentina nao fez metade da festa e do barukho que fez a torcida do Ferrocarril Oeste num jogo da segundona que eu havia ido na véspera.

Pela minhas experiências, torcedor de seleção = turista e/ou frequentador de micareta, tanto aqui quanto aí.

Ivan disse...

pois essa selecinha tem mais é que vaiar mesmo. bando de pipoqueiro vendido! e esse Dunga, dispensa comentários. o que esperar de um cara que quando jogador ficou conhecido justamente pela falta de habilidade? o pior é que nem a tal "raça" que seria a marca dele, essa selecinha tem.

Túlio disse...

Pois é Ivan, taí um bom ponto. Essa tal "atitude" é uma das coisas que mais se espera de uma seleção do Dunga...

André Ramiro disse...

galera, caiam na real. tá tudo dominado!

Mariana Souza disse...

AAAAAAAAAAA
entendoo e apoio cada palavra.
excelentes observaçoes do "eu sou brasileiro""sou brameiro"do fundo do coraçao me irrito com os costumes daqui que me causa saudades de lá, mas realmente tem chatice em todos lugares

Mariana Souza disse...

AAAAAAAAAAA
entendoo e apoio cada palavra.
excelentes observaçoes do "eu sou brasileiro""sou brameiro"do fundo do coraçao me irrito com os costumes daqui que me causa saudades de lá, mas realmente tem chatice em todos lugares

Leo Carioca disse...

O problema do tercedor argentino que muita vezes é torcedor de sua torcida e esquece que são 11 contra 11 em campo.

Exemplo: torcedor do racing.

O público, tanto no brasil quanto na argentina, que vai no jogos da seleção, não é aquele que acompanha todo domingo sua equipe. por isso escrivi público e não torcedor.

Últimamente as torcidas cariocas tem feito muito bonito nas arquibancadas. Acho que não dentro de muito será normal gritar e cantar aqui no brasil como na argentina.

Tati disse...

Embora nunca tenha visto uma partida de times argentinos de perto, concordo com o post do Túlio quando diz da falta de "criatividade" do torcedor, e mais ainda quando a gente percebe que tudo é um produto e que a paixão tem perdido espaço. Uma pena...

ocachambinaoeaqui disse...

Caro Túlio,

Concordo com tudo o que vc disse e acrescento: sou flamenguista e a minha torcida só apóia meu time quando ele ganha. É só ver as médias de público do campeonato nos últimos dez anos: o flamengo só encheu estádio quando esteve brigando por alguma coisa; quando lutava pra não cair, o Maracanã recebia míseros 4000 seres humanos para assistir um jogo.

Gostaria apenas de ponderar se isso não é reflexo de duas visões e abordagens absolutamente divergentes da imprensa esportiva desses países. Talvez não seja só isso, mas talvez seja também isso. É de se pensar.
Mas como o assunto que eu proponho é do ramo "comunicação", que vc domina bem, eu passo a bola pra vc - com direito a torcida e tudo.

Túlio disse...

Sim, acho que tem tudo a ver. A imprensa brasileira critica o Brasil mesmo quando ele ganha. Aqui, por exemplo, elogiaram muito a Argentina nesse último empate com o Brasil, falando que o empate foi injusto e que os albicelestes dominaram a partida. É o chamado "exitismo" argentino, uma visão ufanista e deturpada dos fatos que fazem eles na maioria dos casos cairem bonito do cavalo. Em 2006 depois que golearam a fraquíssima seleção da Sérvia e Montenegro da COPA os jornais e TV's mostravam a seleção como campeã da copa. Era ridículo... isso se repetiu em 2007 na Copa América até a final, mas dessa vez até é compreensível.

Brasileirão disse...

Oi, amigo torcedor
Venha blog livre de censura das companhias de mídia sobre futebol no Brasil para todos os milhares dos nossos usuarios fanaticos ver!
Brasileirão.com
está lançando o Vc Repórter, com ele Você pode publicar notícias, fotos, videos ou audios relacionadas a sua time ou torcida para o Portal Brasileirão e relacionadas categorias / times, torcidas.
Você é convidado a criar e publicar notícias na nossa característica única o Vc Repórter que foi introduzida para capacitar torcedores e torcidas como você relatar notícias locais para todo o povo a ver.
Sua notícia será publicada imediatamente com o seu nome.
Você tambem pode criar a pagina do seu time or torcida local.
Este é o melhor fórum social sobre futebol para você expressar suas opiniões.

Bem-vindo!

Blog Widget by LinkWithin