quarta-feira, junho 25, 2008

A Copa de 1978 faz 30 anos.

Muito tem se falado aqui sobre os 30 anos da Copa organizada e conquistada pela Argentina. O evento de 1978 foi um verdadeiro oásis para o regime militar da época. Muitos até comparam a sua propaganda ditatorial com a Olímpiada alemã 1936. Só que pelo menos na Alemanha, Hitler levou um tapa com a vitória do corrredor negro Jesse Owens. Aqui, pelo contrário, o triunfo veio a cavalo.

Os brasileiros, ridiculamente considerados campeões morais de 1978, conhecem basicamente a história da fatídica mala preta que fez o Peru perder de 6 a 0 para a Argentina. Se eles não ganhassem por 4 gols estariam eliminadaos, classificando o Brasil para a final. Isso, junto com os falsos resultados do doping de jogadores argentinos, talvez tenham sido as coisas mais leves que a ditadura fez durante a Copa.

Um grande muro foi construído na beira da estrada que levava a cidade de Rosário, uma das sedes da Copa, para esconder as favelas das vistas dos jornalistas e jogadores europeus. Uma famosa reportagem do El gráfico, em que um jogador Sueco falava das belezas da argentina e da liberdade desse país, foi escrita por um jornalista da revista. Correspondentes europeus, para evitar a censura de seus textos, trocavam os nomes de generais e do presidente Videla, por nomes de jogadores de futebol. E é claro, enquanto a bola rolava nos gramados do Monumental de Ñunez, milhares de pessoas desapareciam e eram torturadas.

João Havelange, presidente da Fifa na época, estava ciente de tudo isso e inclusive pediu pro presidente Jorge Rafael Videla liberar um comparsa que estava detido pelo regime argentino. Johan Cruyff, talvez o melhor jogador do mundo da época, foi um dos poucos que se recusou a jogar a Copa em protesto a ditadura argentina.

Como positivo, ficou o fato de que pela primeira vez os olhos do mundo estavam na Argentina e foram descobertas algumas das atrocidades que aqui aconteciam. Também apareceram internacionalmente as Madres de la Plaza de Mayo, grupo que se reunia na praça de frente a Casa Rosada para exigir notícias de seus filhos desaparecidos.

Faz 30 anos que Daniel Passarela levantou a primeira Copa para a Argentina e o que se menos fala aqui é sobre futebol.

8 comments:

Lívia disse...

Pois é, Túlio, a ditadura usou e abusou da Copa pra renovar o consenso interno. Esse é o tema de pesquisa do meu mestrado, e cada vez que avanço mais vou me deprimindo, porque não importa se foi merecida ou não no gramado: essa Copa tá manchada pra sempre. Ali bem perto do Monumental, enquanto centenas de argentinos comemoravam os gols da seleção, a 100m outras centenas eram torturados no maior campo de concentração clandestino do período, a ESMA.

bjs

Bruno Silva disse...

Caramba, muito bom o texto, Túlio. E eu aqui, um completo alienado midiático. :P
Graças a Deus existem blogs bons pra se ler...

E o Pasarella. Sempre uma simpatia. Dava carrinho até na mãe lavando roupa no tanque. hehehe

Abraços!

Túlio disse...

Agradecemos a preferência. Servimos bem para servir sempre.

Marcelo Urânia disse...

detestava o passarella. até q um dia ele veio aqui e meteu o CUrintia numa crise. haha

giancarlo rufatto disse...

pelo menos a argentina (não o governo) usou a copa pra alguma coisa. aposto uma duzia de tomate à 2 real o quilo como o Brasil perde uma copa sediada aqui e aposto como quem vence é um país coxinha.

Thiago disse...

Te felicito, Túlio, tá genial a page!! tb não tinha como eu não gostar: adoro a Argentina. o comercial da Personal tá qualquer coisa =D sobre o bolonqui dos piqueteiros, estive aí em abril justo qdo estalló a crise, com aquele discurso de Cristina na Plaza de Mayo. e semanas depois, ni hablar, a capital sob fumaça, surreal. ahhh, tô voltando praí em julho (a cagarme de frio mal) e vou pra Córdoba. já tinham me falado muuuuito do cuarteto de Mona Jimenez, mas não imaginava q fosse um tipo!!! q onda!!!!! tô de acordo com o post da pior torcida do mundo tb. é patético. bueno, seguir chafurdando aqui. saludos!!!!

André Ramiro disse...

Rolou o trampo aqui chefia?

ivete alves disse...

Olá boa tarde,hj encontrei seu blog pesquisando sobre a argentina na copa de 1978.
Quero saber se vc lembra de uma musica que foi feita pra argentina que diz: buenos dias ,buenos aires é o que diz minha canção..acho que feita pelos Os Incríveis ou Demétrios.
Fico no aguardo
e obrigada.

Blog Widget by LinkWithin