domingo, fevereiro 01, 2009

El ocho


Os preços nesse país estão aumentando como se não houvesse amanhã. Comprovo isso sempre que tenho que ir ao aeroporto de Ezeiza, que esta a mais ou menos 50 km da capital.

Ir de táxi, em 2006, custava cerca de 40 pesos, hoje são 80. O táxi Ezeiza, preço único para toda a capital sem riscos de ser emgabelado pelo taxista, foi de 37 a 115 pesos. O Manuel Tienda León, serviço executivo de ônibus, de 17 foi para 40 pesos.

Imagine a pequena fortuna que é então ir levar alguém pra lá e depois voltar pra casa? Pois bem, hoje levei a minha irmã e para economizar resolvi voltar com o ônibus de linha 8, que até pouco tempo era universalmente conhecido por outro número: 86.

Custa 2 pesos e dura duas horas, na viagem mais sem objetivo que você pode fazer. O busão dá umas voltas bizarras pelos pequenos povoados que ficam na margem da estrada, num vai-vem sem nenhum sentido. São duas longas horas que você pode usar para fazer amizades, buscar seu eu interior e se conhecer melhor, tirar um cochilo ou simplesmente apreciar a belíssima paisagem de periferia pela janela.

Para matar o tédio da viagem, comprei uma Rolling Stone e terminei toda a revista uns 20 minutos antes de descer do busão.

É mais ou menos assim. Ou tu fica com a bunda quadrada de tanto tempo sentado no OCHO ou morre com no mínimo 80 pila no táxi.

Não dá pra sair ganhando.

13 comments:

Lu_Russa disse...

meu, não acreditei aqui em SP, o bilhete de metrô subiu para 2,55 , imagine q absurdo, agora vc precisa de 6 reais para fazer uma viagem de metro ida e volta...

netunno disse...

É verdade, depois que o 86 sai de BsAs dá milhões de voltas por povoados bizarros. Juro que pensei que tinha pegado o ônibus errado e ia acabar numa fazenda em Mendoza.

Mas pelo menos é $2.

Karol disse...

Sobre o 86, eu não acreditei quando o motorista me disse que ia demorar umas 2 horas pra chegar onde eu queria em Buenos Aires. Tive certeza de que ele estava mentindo, sendo antipático ou exagerando. Julguei mal o pobre.

m disse...

é ocho ou ochenta entonces

Rafagoom disse...

Já bookmarquei seu blog! Pretendo ir à Buenos Aires em Abril e já estou devorando isso aqui =)
Continue com o ótimo trabalho o/

André Ramiro disse...

Buscou o eu interior? haha.
Perdi a chance de comprar um bandoneón enquanto estava tudo barato pros brasileiros. foids. Se achar algum aí, avise-me! :)
abssss

Bruno Silva disse...

Quando eu fui em 2007 o Taxi Ezeiza tava 60 Pesos. Em 2008 tava 90. Agora já nem sei mais. 115?

É meio sem sentido essas subidas loucas de preço.
E agora com o peso mais valorizado, vai demorar pra eu voltar...

Abraços!

Anônimo disse...

daqui pouco o tramo Gru eze vai ser mais barato que Centro Eze...

claudemir disse...

São dua opções: ou você passa mais tempo num onibus do que no avião para o Brasil, ou gasta mais em taxi do que com a passagem aerea.

Djones disse...

Papai do céu, muito obrigada por fazer eu ser filha de uma mulher que trabalha há 34 anos em uma montadora e, por isso, ter um carro à disposição.

Túlio disse...

Sentiu a pressão?

Leonardo Fleck disse...

depende a hora, li, os choferes se negam a fazer esse trajeto. assim sendo nao deve ser recomendado pra que viaja com as malas, he. acho que as empresas aéreas, todas elas, além de distribuir os formulários de imigracao, deveriam tb passar lista pra saber aonde os passageiros vao na capital, assim sendo os que querem podem combinar de dividir um taxi e ja sairá mais barato que ir em tienda león, hehehe.

Lucas disse...

quem nunca sofreu no 86?
nem com o meu ipod e o la nación, consegui manter a calma. haha

Blog Widget by LinkWithin