domingo, maio 18, 2008

Latinidade.

Sábado rolou um mega-show beneficente com vários artistas latinos na Costanera Sur.


Rolaram encontros inéditos como Gustavo Cerati cantando com Fito Paez, alem de Shakira com Mercedes Sosa. Fora Alejandro Sanz e Jorge Drexler, tudo isso no mesmo dia. Coisa que não acontece sempre. A mesma instituição promoveu um show com outros latinos igualmente famosos na Cidade do México.

Essa latinidade chega muito pouco ao Brasil, quase nada mesmo. Conhecemos pouquíssimo desses nomes e artistas como Ricardo Arjona, Paulina Rubio, Diego Torres e Miguel Bosé, por exemplo, são praticamente anônimos em terras tupiniquiens.

E convenhamos que eles, entre outros, não fazem muita falta. Já temos tantos artistas ruins que não precisaríamos de outros.

Taí uma coisa de que, nós brasileiros, podemos nos orgulhar: fabricamos e idolatramos nosso próprio lixo.

8 comments:

Shari disse...

Túlio, eu estive no show, e mesmo tivesse lixo como alejandro lerner e Paulna Rubio, o resto dos artistas fizeram presentaçoes excelentes. Drexler é o meu grande amor, entao noa posso ser muito parcial. Eu achei ele genial. No momemnto em que Cerati e Fito Paez cantaram "crimen" vibrou o lugaar enteiro! 150.000 pessoas cantando "qué otra cosa puedo hacer, si no lvido morire...". Alejandro Sanz esteve bem, nao sou uma grande fa dele, mas foi bom lembrar esses clássicos dele que eu ouvia durante o Ensino Médio. Calle 13, sin palabras!!! Humm, eu queria estar tao louca quanto o cantor desse grupo. E Shakira... mesmo eu nao seja fa dela, eu cantei e brinquei com todas as cançoes.... além de tudo, o fechamento com mercedes sosa e com cerati e Pedro Aznar depois nao tem preço. Sim, tive algo de lixo, no show, é verdade, mas na maior parte, foi excelente.

ahhh, isso sim. Paulina Rubio merece o premio a idiota maior! ela estava cantando e como se tocou que ninguém sabia a música, parou a cançao no medio.Pidio desculpas e começou cantar a cançao que fez com o Coti. Pero qué mina estúpida!

Vinícius da Cunha disse...

aclaro el panorama?

Lilis disse...

Hola! Pasaba para ver que seguias viendo de mi Buenos Aires querida.
Tenés razón, realmente muchos de esos artistas son completamente prescindibles en el mundo.
Saludos!

Juliana Bragança disse...

nao sei se é bom nos orgulhamos do nosso próprio lixo!

ok! publicaçoes informativas, ai quem sabe eu ganho um $$$ com isso mais pra frente, ne?!

bjos

wilson disse...

kkkkkk, gostei demais, noa eh nada nao eh nada, nao eh nada mesmo, kkkk

giancarlo rufatto disse...

atualmente consigo citar mais artistas argentinos do que brasileiros, pelo menos dos que gosto.

ein, existem emos argentinos?

afinal o mullet é quase uma instituição hermana.

Túlio disse...

Gian, o shopping Abasto, a apenas 1 quadra de casa, é palco semanalmente da guerra dos emos x floggers. ja deu até na tv. é bem engraçado aqueles adolescente se pegando violentamente.

Leo Vinhas disse...

Bom, se atéo Vicentico bandeou para o lado desse povo, que fazer?

Lixo, sim, todos esses e outros mais. Mas o que me espanta é a quantidade de alegres consumidores de lixo. Lembra aquela música, "Eu Queria Ter uma Bomba"? Então...

Blog Widget by LinkWithin