sábado, maio 10, 2008

Inflação maquiada.

O INDEC, responsável pela medição do índice oficial da inflação argentina, anunciou que em abril os preços subiram 0,8% em abril. O total do ano até o momento é de 3,3%.


Para quem vive o dia-a-dia da classe média, isso é extremamente patético. Com toda a recente crise do campo, o preço de vegetais e carne aumentou absurdamente.

Agora os taxistas também aumentaram suas tarifas em mais de 20%. É um fato inegável, a inflação come solta. Só para ter uma idéia, no meu contrato de aluguel existe uma cláusula que reajusta os preços em 15% a cada 8 meses. E não há muito o que fazer, visto as dificuldades para alugar um apartamento nessa cidade.

Já tenho mais de 2 anos de Buenos Aires, faço uma lista de alguns preços de2005, 2006 e agora 2008.

Pizza Ugi's
2006: $4,80
2008: $ 10,00

Bandeirada do táxi
2006: $1,60
2008: $ 3,80

Alfajor Jorgito
2006: $ 0,50
2008: $ 2,25

Almoço livre no restaurante chinês vegetariano do Abasto
2006: $10
2008: $ 20

Arroz com frango no Wok-inn (espécie de China in Box)
2006: $10
2008: $15,50

Entrada no Niceto na sexta (baladinha discotecagem e bandas indies em Palermo)
2006: $ 10
2008: $ 15

Siga la Vaca (churrascaria)
final de 2005: $23
2008: $ 55

Entrada de cinema no Abasto
2006: $ 12
2008: $ 18

Ahh, tudo isso sem contar que em 2006 a cotacao do real tava por volta de 1,2o pesos. Agora tá por volta de 1,80. Ou seja, viajar pro Brasil praticamente dobrou de preço.

Diferença que se sente no bolso e que o governo da Cristina prefere abafar.

8 comments:

Shari disse...

El alfajor Jorgito $2.25???? Túlio, te están afanando ahí, jejeje. Ya nos roba el gobierno, que no nos roben los kioskero, por favor!

Túlio disse...

es la caja con 6 alfajores violeta!!! antes era increiblemente barata en COTO.

robson disse...

Olá, Túlio. Gostei muito do seu blog, estou procurando mais alguns de pessoas que vivem em Buenos Aires, e escrevem a partir desta vivência. Um desejo antigo tem ganhado força, e cada vez mais penso em tentar a vida em Buenos Aires (...por exemplo, "o excesso de simpatia" brasileiro me incomoda também). Penso em terminar a faculdade, aqui em BH, e procurar alguma coisa por aí. Principalmente: conseguir permissão para permanecer por aí é muito difícil? Como foi para você?
Parabens pelo blog, um abraço

apotamianos disse...

óóóóó...Niceto!!!
quando teve show do Miranda!, eu paguei bem mais caro, mas me diverti por todos os pesos gastos.
Tulio, você precisa ser promovido. é só isso! :-)

Túlio disse...

hahha.
fácil assim!

Helena disse...

ó..se liga.....fui com os meus pesinhos pro Rio e queriam me dar 40 centavos de real por eles! Que injustiça..meu suado dinheirinho...no fim, consegui um lugar que trocasse por 50. Mas mesmo assim, foi triste.

leo vinhas disse...

Quando chegeui em Foz, uma Qulimes litro em Puerto Iguazu custava 5 pesos nos bares da moda, e 4 nos fuleiros. Hoje, um fuleiro cobra 7, e um da moda, 10. A pizza saltou de 13 pesos para 20, e miou no recheio. Calzones, carnes e afins também. Para não falar na gasolina.

Só que, quando cheguei, pagava 0,85 no peso. Hoje pago 0,57...

Vinícius da Cunha disse...

Los Sabios por 20 pesos?
Esses chinas tão loucos.

Blog Widget by LinkWithin