terça-feira, março 24, 2009

Abasto

São mais de 3 anos de Buenos Aires, sendo dois deles no bairro do Abasto.

É interessante perceber como aos poucos essa região, que era decadente no final dos 90, vai se tornando cada vez mais "friendly" ao turismo, aumentando e melhorando suas opções. O Abasto é muito mais que o Shopping e a esquina Carlos Gardel, onde rolam caríssimos shows de tango, mas pelo que dizem vale muito a pena.

Não é preciso caminhar muito daqui de casa para comer no Belén um bife de lomo a la pimienta con papas a la crema sensacional, que não deve nada a qualquer bom restaurante de carnes da cidade. O restaurante, bem caprichado mas sem muita frescuragem, fica na esquina da Boulogne Sur Mer com a Avenida Corrientes. No menú também há uma bela opção de massas e suprema napolitana com papas noisette, uma verdadeira iguaria, que me faz pensar quando é que vão inventar isso no Brasil.

Também existe o clássico Los Sabios, um buffet vegetariano oriental que é bem conhecido na região pelos seus pratos um tanto quanto criativos e econômicos. Eu, que não sou entusiasta de comida vegetariana, acabei me rendendo a essa opção. São sushis, arroz integral, tofu e um bolinhos de não-sei-quê que eu podia jurar que são de carne. Faz uns 6 meses o restaurante foi ampliado, o dobro do tamanho, para matar a fomo dos portenhos.



E também tem o Mochica, especializado em comida peruana que se destaca entre os outros da região pelo ambiente e o visual e um outro focado em carne e com decorações de futebol, o La Popular.


Não esqueçamos dos clássicos barecos, que com a onda tranquila do interior do bairro, os grandes e belos casarões junto luz âmbar das ruas acabam sendo um charme só. O Imaginário Cultural, na esquina da Guardia Vieja com a Bulnes (onde muitoz dizem que já é bairro Almagro) é o meu preferido. Sugiro muito o espaço aberto que eles tem no fundo. Recentemente descobri o Bar 1986, que tem tem uma onda lounge cool em um casarão bem antigo, com preços bem mais em conta que os praticados na cidade. Fica na esquina da Guardia Vieja e Billinghurt e atravessando a rua, na mesma esquina você encontra um bodegão mais roots e clássico, El Banderín, cheio de tiozões cabeça branca.

E vez ou outra ainda rola um showzinho alternativo na Vaca Profana. E claro, se você sentir fome no final de tudo isso, pode sempre apelar para uma pizza Ugi's no fim da noite.

12 comments:

Karol disse...

Venho no seu blog só pra morrer de inveja de vez em sempre.

Juliana Bragança disse...

vc nem me levou pra comer no mochicaaaaaa!
mas o japones vegetariano é mto bom mesmo, tanto no gosto como na grana!
bjos

Ana B. disse...

ai tulio... me leva pra morar aí... nas condições que tu quiser, mas me leva!!!

Danni disse...

olha a aninha se revelando no post acima, heuaheuaheuhae :P

Ciana Lago disse...

ai que fomeee!
quero dar um rolézinho em Abasto qq dia desse!

hellenG disse...

são 10h da manhã. e eu queria comer um bife. culpa tua. ahahahahaha

Marco Cavalheiro disse...

muito bom o teu blog! parabéns! me autoriza a colocar um link no meu? Se der dá uma olhada! www.buenosairesdreams.blogspot.com

Aguardo tua visita!!

Marco

Túlio disse...

Beleza, sem problemas.

Anônimo disse...

oi Túlio,
Moro em Buenos Aires há puco menos de 1 ano e descobri seu blog por uma amiga. Desde entao, nao parei mais de acompanhar... Além de dicas super alternativas e interessantes, gosto muito da sua forma de escrever e compartilho, em muitos aspectos, da sua forma de ver a cidade, seja criticando ou elogiando!

Saludos!
Fernanda

Túlio disse...

Muito obrigado pela audiência!

Servimos bem para servir sempre.

claudemir disse...

Túlio para jurado da Veja Buenos AIres já!

adélia jeveaux disse...

Ih, já era, vai ter que levar a gente a todos esses lugares! Sério, ouvi falar que papas a la crema é um negócio de outro mundo.

Blog Widget by LinkWithin