quarta-feira, março 11, 2009

Patético.

Na Argentina existem poucos negros, por isso aproveitam a palavra para designar qualquer favelado ou pessoa de baixa renda. Mesmo assim muita gente jura que aqui não existe racismo.

Quem acaba pagando o pato e sentindo a xenofobia na pele são bolivianos, peruanos e paraguaios, que são em grande número em Buenos Aires.

Não custa nada lembrar, que se uma pessoa sai da capital argentina em direção a fronteira, a população argentina é quase toda mestiça e com cara de índio. Ou seja, italiano branco narigudo é mais na capital memso. Pena que os mullets, esses sim são encontrados em todo país.

Enfim, mesmo assim os torcedores super classudos e da alta sociedade do Independiente, que provavelmente moram em condomínios fechados e possuem mordomos de nome Jaime, gritaram musiquinhas racistas, além de empunhar bandeiras bolivianas e paraguaias com o número 12, em alusão à torcida do Boca. Basicamente estavam chamando os torcedores do Boca de bolivianos.

É simplesmente risível. O manco falando do caolho. Como se a situação na Argentina estivesse maravilhosa, sem desemprego, inflação e violência zero, IDH nas alturas, ruas limpas e qualidade de vida praticamente norueguesa.

Sem comentários.

8 comments:

Juliana Bragança disse...

ainda bem que os brasileiros nao tem uma cara especifica!

Leo Vinhas disse...

Quando estive em Salta, o atendenete do Hostel onde eu estava elogiou os brasileirs (e brasileiras, óbvio) a não mais poder... "porque vocês não são como esses bolivianos escrotos", disse.

Lá, apesar da predominância dos "negros" (ainda mais em Juju), o ódio aos "não-anglos" parecia cenário de filme sobre nazismo... com a triste diferença de ser real.

Paraguaios e cubanos que trabalhavam comigo também se queixavam em relação ao modo como eram tratados na Argentina, principalmente em Buenos Aires.

Ou seja, é igual a São Paulo, onde se odeiam pretos, nordestinos e corintianos.

Ô raça!

artesmenores disse...

Ok, sem comentários então.

Zamir disse...

Gente imbecil tem em todos os lugares, em maiores ou menores concentrações.
Sempre cumprindo o seu papel

vanessa disse...

Por isso, salve Cucurto!

Shari disse...

juliana, os brasileiros tem cara de brasileiros!! as mulheres sempre altas, de saltos e com "reflejos" no cabelo. Os homens sempre lindaoooos!!! Será que estou discriminando???

adélia jeveaux disse...

E eu movendo mundos e fundos pra ir conhecer esse paiseco!!!

Anônimo disse...

Es cierto que existe racismo en la Argentina,pero también es cierto que solo el 16% de la población es mestiza,y tan solo el 1% índigena.
Dicho 17%(sobre una población total que ronda los 40.000.000 de habitantes)equivale a unos 6.800.000 habitantes.EL resto de la población(más de un 80%)es de raza blanca.
Esta información puede constatarla en cualquier enciclopedia (Britanica,Salvat,Larousse)u organismos de estadisticas y censos argentinos e internacionales,por ejemplo los relacionados con la UNESCO.

Blog Widget by LinkWithin