terça-feira, janeiro 20, 2009

Saudades do William e da Fátima.


São em dias como hoje que sinto saudade de ver um Jornal Nacional. Ver aquela mega cobertura da posse do Obama, com belas imagens, enviados especiais, a mancha do cabelo do Bonner e tudo que só a qualidade Globo pode oferecer.

Achei tão pobre a cobertura do Telenoche, o noticiário das 20hs do Canal 13, um dos maiores aqui ao lado da Telefé. Imagens que viviam se repetindo, nenhum correspondente, vários logos mal escondidos da Fox News e até o absurdo de uma reportagem legendada da BBC, com direito aos âncoras deles e tudo. Tão pobre, tão ruim, tão não histórico como esse momento pedia.

É o mesmo sentimento que tive durante a Copa do Mundo, as Olimpíadas e até mesmo na corrida de F1 que definiu o campeonato no ano passado. São momentos que te jogam na cara o quanto você é extrangeiro e o quanto aquilo que é normal pra todos, é uma verdadeira bosta pra você.

Estou cansando da Argentina aos poucos e dessa coisa de ver problemas em qualquer detalhe da vida. É o caixa do supermercado lento, a inflação bizarra, o garçom demorado, a burocracia crônica e uma lista infindável de defeitos, que basicamente dão vida a esse blog. Mas sabemos muito bem que o defeito maior de todos não são eles, sou eu mesmo.

25 comments:

Bruno Silva disse...

Não fica assim, Túlio... já passou, já passou. hehehe

Se você voltar, vai sentir muita falta de coisas daí também. Faz parte. Nenhum lugar é perfeito (mas chegam perto. hehe)

Abraços!
Bruno Silva
http://ladobdocassete.blogspot.com

Lu_Russa disse...

são nessas ocasiões ( claro q também em mtas outras ), que vc sente realmente aquela sensação de "putz, queria estar vendo isso no Brasil"....já vivi muito isso e sei do que vc fala.

dá para assistir o jornal da globo na internet.. :)

bjos

LuRussa
www.garotinharuiva.com.br

Karol disse...

É: nenhum lugar presta quando a gente também não tá prestando. A gente tá cansado de saber que o Brasil também não anda valendo nada, e o que é a Globo senão um grande símbolo da fudeção toda que tá este país?

Mas entendo os poderes confortantes da mecha do Bonner e da simpatia da Fátima Bernardes. É tipo "a vida é uma desgraça, mas pelo menos eu tô em casa".

Juliana Bragança disse...

o defeito ta nesse monte de portenhos, nao em vc! nao se preocupe, logo logo vc volta! se Deus quiser..

Delirios de um megalomaniaco disse...

problemas estão onde nós estamos.

m disse...

pela CNN foi lindo.

Carol disse...

é, eu achei bem bonito pela CNN tb...
mas super te entendo, tanto que fiz questao de ver o JN pela internet ontem, só pra sentir o climao brasileiro de momento histórico.

Paula Schütze disse...

pois eu vi a cobertura e fiquei cm inveja da vida de correspondente internacional. aposto que os "pequenos problemas da vida" deles são bem mais glamourosos que os nossos.

seu post me inspirou a escrever sobre isso...

Gigio disse...

é, passear é diferente de viver.

Djones disse...

Vamos fundar a comunidade "Cansados da Argentina"??
Sei não se o problema é você mesmo, já que realmente tudo o que vc colocou é verdade (e muuuitas outras coisas, né?). O que deve ter mudado em você é que a sua paciência deve ter acabado!!

Beso

Djones disse...

Vamos fundar a comunidade "Cansados da Argentina"??
Sei não se o problema é você mesmo, já que realmente tudo o que vc colocou é verdade (e muuuitas outras coisas, né?). O que deve ter mudado em você é que a sua paciência deve ter acabado!!

Beso

Lívia disse...

Acho que esse é um sintoma de qu vc realmente cansou daí... Afinal, o cenário brazuca é alarmante: BBB9, "Caminha das Índias" (com direito a Globo Repórter e toda a programação voltada para isso), novelas cada vez mais deprimentes, milhões de programas religiosos medíocres (e teto de igreja caindo na cabeça dos fiéis), violência e mais violência a cada dia... a coisa aqui tb não tá (e nunca foi) fácil. E a TV, cada dia mais e mais trash.

Por isso, volto a dizer: quando chegamos ao ponto de que sentimos falta disso... é porque chegou a hora de voltar, não? Pelo menos foi o meu caso...

Beijos grandes!

Anônimo disse...

uff.
1) Puede ser algo del momento. Crisis temporal.
2) Puede ser el fin / comienzo de año y todos los balances que genera.
3) Puede ser cansansio.
4) Puede ser hora de un nuevo comienzo.
5) Puede ser que ya estás muy porteño y te acostumbraste a quejarte tanto como nosotros.
6) Puede ser ninguna de las anteriores.

Si fuera de la 1, 2 ó 3: Respirá profundo, salí a caminar solo, escapate este finde y tomá algo con amigos.
Si fuera 4: Respirá profundo, agarrá el mapa y una mochila.
Si fuera 5: Respirá profundo,y pensá que la capacidad de queja viene con la capacidad de reponerse a lo que sea.
Si fuera 6. Respirá profundo, salí a caminar, y tomá algo con amigos.

Ojo con la hiperventilación y ojalá encuentres lo que andás buscando.

Beso,
Dolores

Túlio disse...

:D

A-nah! disse...

Hoy un reporte de CNN reseñaba como Argentina fue el país de toda Latinoamérica que menos cubrió el Inaguration Day, consecuencia obvia de que es el país que más sentimientos antiUSA tiene. Nada nuevo bajo el sol y nada que no se superase con la cobertura de CNN Live por Facebook. Lo vi todo y desde la incomodidad de mi oficina... yei!

Igual voto por la parte de respirar profundo y tomar algo con amigos. Quiérenos de nuevo Tulinho!

Tiago disse...

e aquela parada de vir pra ilha das mulheres gostosas?

Ciana Lago disse...

Não fica triste, Tulhote!
http://www.youtube.com/watch?v=2h-Nf8pZ3Vs

Túlio disse...

HAHAHA

A tecnologia!!!

E aquele Luis Fernando Silva Pinto tá nos EUA desde que eu me conheço por gente!

Sergio Casoetto disse...

Túlio,

É engraçado. Eu sinto tanta falta da Mónica e o César...
Deve ser que os 4 anos no Rio de Janeiro já estão de bom tamanho para mim...
Saudades da Mónica e o César... você acredita??? Não é racional, é pura necessidade de voltar para a terra da gente...
Vou sentir tanta falta do Rio!!!

Túlio disse...

Entendo completamente.

BLOG DEL FANTASMA disse...

por que vc é tão cagao que apaga meus post heim?

Lívia disse...

Fantasma pentelho...

Juan Trasmonte disse...

Tulio, na primeira fase achamos maravilhoso tudo que é diferente. Exemplo vulgar seria alfajor Havanna no teu caso e arroz com feijão no meu.
Na segunda fase, começamos a perceber que aquilo que era maravilhoso ao nosso olhar já não é bem assim. E ao mesmo tempo começam a se abrir os buracos das coisas que não funcionam do jeito que gostariamos ou de jeito que conhecimos nos nossos luagres de origem.
Parece que vc estivesse atravessando a terceira fase: tudo é uma merda. Isso em geral acontece depois dos dois primeiros anos e depois de uma visita a nossa terra.
Se atravessar essa fase, vem a quarta: o equilíbrio, que seria padecer as mazelas e curtir as bondades.
Se não atravessar, vc volta com uma bagagem incrível e com a certeza de que depois vc pode ir pra qualquer canto do mundo quando quiser.
Abs.

Juan Trasmonte disse...

Fora isso tudo, os jornais daqui são horrorosos mesmo. Eu não entendo como pelo menos o 13 e o Telefe não investem mais nos jornais. Quando alguém vai pra Europa ficam anunciando isso uma semana como se fosse a grande coisa.
Com certeza a Globo deve ter feito um trabalho ótimo.
Agora também, abrir todo dia o Globo Online e ver entre as notícias principais que fulana chamou de gorda sicrana no BB9 (Nove!), ninguém merece.
Abs.

Túlio disse...

Falou e disse Juan.

Concordo plenamente com você sobre o BBB e as mulheres fruta... Aguardo ansiosamente o dia que inventarão a Mulher Nectarina!

Blog Widget by LinkWithin