sábado, janeiro 12, 2008

Dica para quem viaja para a Argentina.

Talvez a mais importante dica que possa dar para alguem que queira viajar para Buenos Aires é:

NÃO VIAJE PELA AEROLINEAS ARGENTINAS.

Desconheço totalmente qual a constituição das ações dessa empresa, mas o fato é que ela parece funcionar como uma estatal. Pior, obviamente funciona como uma estatal argentina... Isso significa morosidade, nenhum respeito por quem pagou a passagem e total imprevisibilidade.

De tanto em tanto param o funcionamento da empresa, fazem greve e atrasam vôos na tentativa de negociar salários.

Parece que essa é foi a pior. Uma greve de pilotos gerou o CAOS total em Ezeiza, o aeroporto internacional de Buenos Aires. São mais de 3 mil passageiros presos no aeroporto, sem dormir, sem poder comer, sem água. Muitos já passam lá no aeroporto seu terceiro dia consecutivo sem poder voar. Fazem o check-in, despacham as malas mas não podem embarcar pela greve dos pilotos.

Nem é preciso dizer que é uma vergonha total para um país onde os trabalhadores reclamam por qualquer coisa e, antes de negociar, preferem sair na porrada e afetar o maior número de pessoas possível. O sindicalismo nesse país é ridículo. Muitas manifestações são mais do que válidas, só que muitas vezes elas não são nem um pouco razoáveis e sensatas.

Já viajei do Brasil pra cá de GOL, TAM, LAN e British Airways mas nunca nem cheguei a olhar o preço a Aerolineas. Voar por ela? Não, obrigado.

Mais notícias em:

http://www.clarin.com/diario/2008/01/12/um/m-01583981.htm

http://www.lanacion.com.ar/informaciongeneral/nota.asp?nota_id=978394&pid=3804826&toi=5799

7 comments:

pumpkincita disse...

Aerolineas Argentina NO pertenece al Estado argentino.
Fue PRIVATIZADA en los años 90 y adquirida por quien hoy también administra la aerolínea IBERIA, un grupo ESPAÑOL.

En los años 70 y 80s -en manos del Estado argentino- supo ser una muy buena aerolínea que nos representaba en el mundo.
He viajado durante los 80s y jamás tuve los inconvenientes que sí he sufrido en los 90s y aún hoy en día.

De todos modos este conflicto tiene 2 principales responsables:

1) ESPAÑA: el grupo empresario que la administra por no INVERTIR, tanto en maquinaria como en RRHH.

2) ARGENTINA: Por tener un Estado deficiente que a razón de alguna que otra coima NO CONTROLA el accionar de las empresas extranjeras en este país.

Ahora, te pregunto Túlio, si tanto te quejás de todo lo que somos nosotros los argentinos... por qué elegís vivir acá? Evidentemente tenemos algo que no habrá en Brasil o bien, algo que en tu país no encontrás.
La vida es muy corta para vivir quejándose.

Túlio disse...

Pumpkin, gracias por las aclaraciones. No lo sabía. De cualquier manera sus empleados se comportan como si la empresa fuera una estatal. No veo paros en las otras empresas que operan por acá, por ejemplo.

Tengo millones de quejas contra mi país: la violencia opr ejemplo llega a niveles surreales. Pero no hace sentido hacerlas acá exactamente porque el blog es sobre mi vida en Buenos Aires.

pumpkincita disse...

Y si, hay mucho de sindicalismo y corrupción, mala herencia de haber sido una estatal.
Es la política corrupta que apesta en este país.

Y también, muchas de las cosas que se sufren en Brasil, se sufren acá y viceversa.
Es el karma de ser países "sub-desarrollados" o simplemente latinoamérica.

Y encima hay que tolerar en la región a Chávez diciendo que las FARC no son terroristas!! Pero por qué no te callas?!?!
(para ponerle una nota de humor al post jajaja tanta política me "estresa")

Palova disse...

O barato pode sair caro..rss
Eu quando fui aí pela primeira vez foi de Varig... santas milhas!! hehehe

Agora vou de GOL.

Leo Vinhas disse...

Viajei uma vez pelas AA e peguei o único vôo da minha vida no qual senti medo (o avião sacudia como uma máquina de lavar no cio).
No vôo de volta, só faltou a aeromoça dizer "enfia no cu" o sanduíche mirrado que me serviu, e se negou a me servir vinho. Massa, né?

Palova disse...

Caro Leo. Seu caso me lembrou o que eu vivi ano passado com a Ocean Air. Aeromoças grossas, fui puxar a mesinha de lanche e ela saiu na minha mão. Levei 4 horas 'voando' de Brasília até o Rio, tinha hora que o ar parecia que era desligado... enfim.. terror e pânico.

Helder disse...

Fiz Rio-BsAs pelas AA em agosto do ano passado. Esses vôos foram, sem dúvida, os piores de minha vida. Os aviões que fazem a rota são velhos e mal conservados e o serviço de bordo é uma vergonha. E eu ainda tive a sorte de não ter enfrentado nenhuma greve! Poderia ter sido pior, hehe...

Blog Widget by LinkWithin