quinta-feira, setembro 24, 2009

El Banderín


El Banderín não é um bar que existe para dar lucro ao seu dono. Ele parece existir pelo simples fato de estar na esquina das ruas Guardia Vieja e Billinghurts há tanto tempo que já não existe outra opção.

É um lugar pacato, antigo e cheio de causos para contar. A porta estava trancada nessa noite fria de quarta-feira e o dono, Seu Mário Riesco, veio destrancar, avisando que só abre o bar para conhecidos. Mal cheguei e já era um conhecido? Pensei calado.

Considerado um "Cafe Notable" pela prefeitura de Buenos Aires, El Banderín existe desde 1929 quando o pai do Seu Mário abriu o bar como "El Asturiano". Em 1958, o atual dono grudou umas 300 flâmulas de times de futebol do mundo nas paredes do lugar e o nome mudou.

A comida é clássica e simples como nos bares antigos portenhos: empanadas, sanduíches, picadas e comida de boteco, além de cervejas e outras bebidas a preços honestos. Nas paredes, placas com os nomes das ruas deixam bem claro o bairro onde você está: Almagro!

El banderín

Ao perceber que eu era brasileiro, Seu Mário, que é hincha do River Plate, veio logo perguntando de que time eu torcia. Quando respondi firme "Palmeiras" ele apontou para uma flâmula na parede. Demorei para encontrar a maldita no meio de tantas. Só depois fui perceber uma bandeirinha amarelada pelo tempo com o P de Palmeiras e um periquito desenhado. "É de 1968", esclareceu o dono do estabelecimento, antes de mostrar outro "banderín" mais novo do meu time do coração.

No fim da noite, com o bar vazio, não é preciso respeitar o aviso da lei municipal que proibe fumar em estabelecimentos fechados. "Eu mando embora quem reclamar de cigarro num bar a essa hora da noite", comentou o Señor Simpatia enquanto brincava com o Luna, seu gigante pastor alemão, que tinha sido liberado para transitar com os clientes da madrugada.

Las chicas del Banderín

No El Banderín você não vai comer uma comida imperdível, conhecer as últimas novidades da gastronomia portenha ou tomar uma cerveja artesanal rara. Visitar esse lugar só vai fazer você entender e sentir um pouco como funciona Buenos Aires.

Mais no site do bar ou no Guia Óleo

El Banderín

5 comments:

A-nah! disse...

Un toque acá pues... ¡si aceptas te empiezo a bookear! :)

Marco Cavalheiro disse...

ótima dica! Sou fascinado por lugares com alma!!!

Marcelo Urânia disse...

po, cadê a foto com o símbolo do CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2009? hahaha ou tá aí e eu sou cego? :D

Túlio disse...

acabei nao tirando foto. na próxima vez que voltar lá tiro.

Karol disse...

Fiquei querendo.

Blog Widget by LinkWithin