quinta-feira, abril 10, 2008

A famigerada catimba argentina.

Um clássico chavão que podemos ouvir em qualquer transmissão de evento esportivo brasileira que envolva alguma equipe argentina é a tal da catimba.

Estava lendo essa noticia sobre um jogo de basquete entre Flamengo e Boca e citam 2 vezes a catimba:

"Empurrado pela torcida, que não se calou um só minuto no ginásio do Tijuca, o Flamengo deixou a catimba argentina de lado e venceu o Boca Juniors por 72 a 66"

"Catimba argentina não é suficiente para bater o Flamengo"

Engraçado que em nenhum momento da reportagem, o jornalista justifica ou cita exatamente o que os argentinos fizeram para caracterizar a tal da catimba.

Pode ser futebol, basquete, bolinha de gude, golf ou pólo aquático. Sempre vamos falar da catimba argentina, mesmo que ela não aconteça.

Sinceramente isso para mim está mais para lenda do que qualquer coisa. Nós brasileiros somos tão,ou mais catimbeiros que os argentinos. Acontece que de tanto ouvirmos comentários sobre a enrolação, as provocações e a cera dos argentos que concluimos que isso é um fato verdadeiro.

Acompanho bastante futebol por aqui. Por dia passam 3 jogos da Copa Libertadores, nos fins de semana outros 3 ou 4 do campeonato argentino evejo muito menos catimba do lado de cá.

Raramente um jogador valoriza uma falta ou o goleiro fica de nhenhenhém segurando por mais tempo a bola. Sabe aquela coisa do jogador levar um carrinho e sair dando 5 mil voltas em torno de si mesmo para valorizar? E aquele negócio do juiz parar o jogo de futebol para um cara ser atendido pelos médicos, levam ele na maca e quando ele sai do campo já está curado?

A foto acima em questão é do ridículo episódio do jogo Brasil X Turquia da Copa de 2002, onde o Rivaldo leva um chute na perna e cai fingindo um derrame cerebral como uma gazela Thompson. O lance acabou na expulsão de um jogador turco. Alguém falou que isso foi catimba no Brasil?

Deixo aqui algumas citações dos jogadores brasileiros sobre o episódio. Beiram o ridículo.

"O Rivaldo foi inteligente demais, tem de ser aplaudido. Uma jogada como essa (a simulação da contusão) pode decidir um título" - Roberto Carlos, lateral esquerdo.

"Futebol é um jogo. Ganha quem tem um bom time, joga bem e tem malandragem" - Rivaldo, meio campo.

Injustiça, imparcialidade, cegueira ou apenas uma diferenciação do léxico? A mesma atitude é interpretada de duas maneiras. Argentinos são catimbeiros e os brasileiros são malandros.

Portanto meus caros, pensem por si mesmos. Na próxima vez que o locutor de futebol falar disso veja bem se ele tem razão. Aposto que em 90% dos casos ele não terá.

5 comments:

Fer Funchal disse...

ai, Tulio, eu te amo! (com todo respeito, claro, pq sou uma mulher casada, hehehe). quase nunca comento aqui pq leio o teu blog no Reader, aí dá preguiça de visitar, mas pode ter certeza: adoro quase todos os teus posts (ao menos os q eu entendo, né?).

se eu conseguir dar uma escapadinha para Bue nas férias de julho vou te levar uns Toddynhos de presente :-)

Túlio disse...

agradecemos a preferencia!!! servimos bem para servir sempre... hahah. to esperando os toddynhos.

Ivan disse...

nem vem, seu argentinófilo! ahahah

ocachambinaoeaqui disse...

Achei que a foto era da Marta, e não do Rivaldo...

Marcelo Urânia disse...

"apenas uma diferenciação do léxico"

mandou bem, guri! haha

Blog Widget by LinkWithin