sexta-feira, abril 20, 2007

La educación de las hadas

Alguns filmes tem tudo para dar certo, mas apenas não funcionam. Essa semana vi "La educación de las hadas", uma co-produção argentina-espanha e outros países. Com o mesmo diretor de "La lengua de las mariposas", José Luis Cuerda e com Irene Jacob e Ricardo Darín (Filho da Noiva e 9 rainhas, entre outros), que é uma espécie de Fernanda Montenegro masculina do cinema argentino.

O roteiro, segundo consta, é uma adaptação do livro "La educación de una hada" de Didier van Cauwelaert. O que eles tentam fazer é um história bonita, doce, lírica, inocente e romântica mas acabam perdendo a linha. No filme, Nicolás acaba conhecendo Ingrid num avião e se apaixonando por ela e seu filho. Casam-se e depois de alguns anos, a mulher pede a separação sem maiores explicações, o que causa um transtorno geral no marido. Fora isso, existe todo o mundo que Nicolás cria para o filho de Ingrid. Histórias de fadas, gigantes e coisas fantásticas.

Curiosa é a personagem de Irene Jacob, que é uma atriz suiça. Com seu español com fortíssimo sotaque e nem sempre compreensível, tive a sensação de que mais ou menos é assim que me entendem aqui. Nem sempre claro, nem sempre entendível.

O filme não anda, não prende o espectador e cansa. Se não fosse pelos atores, o fracasso seria retumbante. Uma pena, pois a sinopse e a história bem que prometiam. Vai entender! De qualquer jeito não é algo para se arrepender de ir, ainda mais quando a entrada custa 4 pesos no Cinema do INCAA (Instituto Nacional de Cinema e Artes Audiovisuais) e se tem toda a Av. de Mayo, que liga o Congreso à Casa Rosada, para dar uma caminada, sentar num bar clássico e pedir uma Quilmes com empanadas.

6 comments:

cido disse...

por falar em cine hermano, tu viu o doc fuerza aerea? tb tava passando no INCAA...

Túlio disse...

tenho q ver esse ae, mas acho q ta fora de la cartelera,

pumpkincita disse...

solo vos...
que harian los directores indie sin vos! ajjaa

de seguro se mueren de hambre.

pumpkincita disse...

y menos mal que salvaste tu día con una quilmes y unas empanadas :P

George disse...

Mês passado assisti 3 filmes 'em espanhol', entre eles estava "A língua das Mariposas".
Depois dois argentinos, um era "Plata Quemada" e o outro acho que se chama "El bonarense" (o título aqui é "Do outro lado da Lei", não tenho certeza.

Gostei dos três, apesar de "A Línga das Mariposas" ser totalmente diferente dos outros dois.

O "Plata Quemada" é um bom filme, só achei que gastaram muito tempo no romance homossexual dos caras, ficando monótono nestes trechos.

Alguns filmes eu julgo pela capa, admito. Principalmente nos péssimos, as capas não enganam. A capa deste filme (La educacíon de Las Hadas) me enganaria. Mas é extremamente subjetivo e sem fundamento, claro.

Anônimo disse...

D E N Ú N C I A !!!!!


Amigos brasileiros têm blos esportivos na argentina praticando racismo contra os brasileiros.
O endereço é: http://www.valechumbar.com/item/2860#comment-81035
Visitem e vejam o absurdo.

Sei que existe uma grande rivalidade entre Brasil e argentina, mas os argentinos apelam para racismo, e outras ofensas mais.

Entrem no endereço e comprovem.

Um forte abraço,

Ângelo Duarte

Blog Widget by LinkWithin