domingo, fevereiro 10, 2008

The Frames - The cost.


A Irlanda é muito mais que só U2 e Damien Rice, meus caros. The Frames é uma banda que também vem de Dublin e, segundo consta, é uma das mais tradicionais desse país.

Cheguei até o grupo porque o vocalista Glen Hansard é um dos atores do ótimo filme irlandês Once, que teve música Falling Slowly indicada para o Oscar desse ano. Já fiz um post sobre o filme aqui.

Acontece que algumas músicas de Once, na verdade são releituras de canções do The Frames. "Falling Slowly" e "When your mind's made up" não tem o mesmo clima no disco que no filme. Na telona, parece que tentaram deixar as músicas mais simples e limpas e um tanto quanto mais íntimas com a adição do vocal da atriz Marketa Irglova e o pouco uso das guitarras elétricas. Nem pior, nem melhor... apenas diferente e compreensível para uma história de amor.

Com o CD "The Cost" de 2006, os irlandeses mostram um folk misturado com violinos e um ritmo daquelas bandas tradicionais irlandesas, alternando momentos com distorção de guitarra e nunca esquecendo a tradicional melodia melancólica irish que acompanha temática das letras.

"Song for someone" e "Sad Songs" são do tipo de músicas com instrumental, melodia e letras encomendadas para chorar no escuro:

Too many sad words make for sad, sad songs

"The side you never get to see", "True", "People get ready" e a faixa que dá o nome ao cd "the Cost" são de uma grande desesperança e com um clima quase fúnebre. Um tanto quanto paradoxal achar belíssimas essas canções feitas sob uma dor tremenda. Talvez sejamos urubus da música ou algo assim.

Talvez esteja aí a diferença entre a música do The Frames e as músicas de Once: a esperança. No filme, o cara se apaixona pela garota e as músicas mostram uma aproximação, um apaixonamento e de certa forma um otimismo. Existem mais músicas bonitinhas e fofas como "Fallen from the sky" e "The Hil". Em algum momento elas podem até ser mais tristes, mas nunca desesperançosas como as do disco "The Cost".

Talvez seja porque o tal do Glen Hansard tenha começado a namorar a Marketa Irglova! Malandrão!

Resumindo bem. Ouça The Frames, assista Once.

Deixo aqui o ótimo clip de "People get ready". Casamento perfeito da história do homem estátua com a música.

5 comments:

Marcelo Urânia disse...

vamos indicar o the frames para os donos do irish pub! o chopp 'da casa' é ótimo, mas SEMPRE ouvir u2 é dose pra leão!

Túlio disse...

hahaha
recomenda THE FRAMES e a trilha sonora de ONCE, tem uma banda chamada Interference que é totalmente IRISH!

Paula disse...

Obrigada por retribuibir a visita! :o)

Vi os dois ultimos clips que vc postou e gostei do The Frames,esse clipe é ótimo mesmo, me deu até agonia. Ainda bem que a Irlanda é mais que U2 e Damien Rice... Não que sejam ruins (ta, eu não gosto do U2), mas realmente enchem o saco... Outro dia eu estava numa Saraiva e tocou um cd do DR inteirinho, e eu tentei, juro q tentei ficar lá ouvindo, mas não deu.

Ah, o waybackmachine é muito bacana mesmo. Vira e mexe to lá fuçando o passado.

:o)

Leo Vinhas disse...

AINDA BEM que a Irlanda é mais que Damien Rice... ô carinha chato!

"Seu" Tulio, perdeste! A viagem foi boa, a companhia foi ótima (ainda que a tua tenha faltado... sério) e os shows muito bons! Arbol e Café Tacuba foram os melhores da noite, e Los Cafres surpreenderam - e olha que eu não gosto de reggae!

Quem sabe no Pepsi Rock?...

Saludos,

Túlio disse...

Uma pena que perdi o Cosquin... só o Catupecu e o Arbol acho que valeria a pena.

Blog Widget by LinkWithin