terça-feira, dezembro 04, 2007

Como desaparecer do planeta (ou não)

1. Liguei na Nasa, atendeu uma operadora do Serviço de Atendimento ao Cliente. Falei que queria sair do planeta e perguntei se eles podiam me ajudar afinal eles já levaram uns camaradas pra lua. O que custa, né?. Ela disse que não podiam fazer nada e me pos "on hold". Esperei e esperei, mas como a ligação era internacional e ia ficar muito caro, desisti. Depois de três dias chegou um cara de terno na minha casa pedindo explicações.

2. Também liguei também pro serviço espacial russo. Lá eu seria cosmonauta e não astronauta. A ligação estava muito ruim, mas pior ainda era o inglês da operadora. Era tudo muito burocrático. Não entendi nada e a chamada caiu.

3. Fui então para a Antártica. O plano era simples. Já que esse é o lugar que fica embaixo do mundo, bastaria eu dar um pulo e já estaria no espaço. Dizem que tem um buraco da camada de ozônio por lá. Ou seja, meio caminho andado. Fui advertido pelo pinguins que nada adiantaria e realmenta não adiantou.

4. Pensei então que seria mais lógico cavar um buraco até atingir o lado oposto e cair em órbita terrestre. Não deu certo. Destruí a tubulação do bairro inteira, sujei todas as minhas unhas e ainda peguei um berne. Ainda sigo nesse planeta.

Everyone will forget soon
the fourth man on the moon.

5 comments:

Vanessa disse...

\o/

Boua!

Mari disse...

Nada é tão simples quanto gostaríamos... nem uma simples fuga do globo terrestre! Mas que bom que você ainda estará por aqui mais um tempo! Bjim!

Lielson Zeni disse...

cara, faça o seguinte:
desenhe um mapa pra chegar na Lua.
é bastante simples: basta observar sortudos enquanto dormem, pois dormem com o cu indicando a direção.

boa sorte!

Túlio disse...

vou ligar pro Lucas Silva e Silva

Marcelo Urânia disse...

ácido barato total.

Blog Widget by LinkWithin