quarta-feira, novembro 08, 2006

Não quero

Convenhamos, basta querer não?
Por mais que reclame dessa vida de solteiro, de um apartamento vazio sendo mobiliado aos poucos, de vontade de várias coisas, de cinema sozinho, de tédio e tudo mais, basta querer.

Acontece que não quero.

Basta ter a ginga e a malemolência, a cara-de-pau e a picaretagem, o descaramento e a falta de orgulho e medo. Basta ir no La Cigale às terças e ser sem-vergonha. Essas gringas que vem pra América do Sul, em sua grande maioria, tão mais afim é de viver de "joda" mesmo. Esse é o briefing, basta lê-lo com atenção e por em prática. Mas pra que?

Grande parte das reclamações do 5G e do 5F acabariam se isso fosse colocado em prática. Acontece que não queremos. Já estamos vacinados o suficiente para saber que não é isso que enche "barriga", que felizmente ainda não somos animais a ponto de somente nos guiar por instinto. Não vamos ser também tão auto-ajuda a ponto de dizer que basta querer para conseguir. Não, isso é no mundo de faz de conta de Paulo Coelho, aquela história que o universo conspira com você. Farsa!

Basta querer sim para se mexer. Muitas reclamações do campo amoroso nascem de nosso total tédio e apatia. Não aparece ninguém interessante ao ponto de fazer a gente mexer os palitos e daí reclamamos com a mesma mesmice. Não nos damos o prazer de conhecer alguém. Nossa experiência de vida nos traz preconceitos e idéias formatadas que bastam 3 ou 4 informações para traçarmos todo um perfil de vida de alguém. Preconceito ou vivência? O modo de vestir, o cabelo, um adereço qualquer e um assunto mal escolhido já são mais que suficientes para pensarmos que sabemos exatamente como é tal pessoa. Superficial?

Confesso que não quero deixar de pensar assim. Não quero perder tempo. Sei por exemplo que gurias que usam um tipo específico de brinco não me atraem, moçoilas que tém certo tipo de tatuagem demonstram que bom, resumindo... não quero.

Mas bom, voltando ao querer...

Nem que quebremos a cara, que não dê em nada, que você se arrependa, mas "querer" te inspira, cessa um pouco com as reclamações e te dá perspectivas, mesmo que um pouco mancas. Me engana, que eu gosto!

Terminamos o post com uma música do Andrés Calamaro. Nada pessoal, mas que puta letra!

te quiero pero te llevaste la flor
y me dejaste el florero
te quiero me dejaste la ceniza
y te llevaste el cenicero

te quiero pero te llevaste marzo
y te rendiste en febrero
primero te quiero igual
te quiero, te llevaste la cabeza
y me dejaste el sombrero

te quiero pero te olvidaste abril
en el ropero pero igual
te quiero no me gusta esperar
pero igual te espero

primero te quiero igual
te quiero me dejaste el florero
y te llevaste la flor
pero igual
te quiero me dejaste el vestido
y te llevaste el amor

te quiero pero te olvidaste abril
en el ropero
primero te quiero igual
no sé si estoy despierto) bis
o tengo los ojos abiertos)

te quiero, no sé si estoy despierto
o tengo los ojos abiertos
sé que te quiero y que me esperan
más aeropuertos

te quiero te llevaste la vela
y me dejaste el entierro
primero te quiero igual
te quiero pero te llevaste la flor
y me dejaste el florero

te quiero me dejaste la ceniza
y te llevaste el cenicero
te quiero pero te llevaste marzo
y te rendiste en febrero
primero te quiero igual

10 comments:

Anônimo disse...

hum, eu tb gosto dessa música! apesar de só conhecer uma versao ao vivo...

...patrícia... disse...

Tá aí uma boa explicação pra essa ansiedade que eu sinto...é bem verdade que a gente começa a buscar (ou a 'querer') só pra fugir do tédio e da mesmice... beijo!

Irinairinairina³ disse...

ññññ..
Ñ tem que ter tédio! o tédio ao que creio que vc se refere é consequencia direta da saudaditis crônica.. simsim..
Tem muita coisa pra se fazer nessa cidade.. o primeiro é ter um grnade grupo de amigos.. =P se quiser de adoto no meu e te foço párticipe.
bj.. e nada de aburrimieto... he?

Anônimo disse...

ahora.. a por los rodriguez!

y si, si entendí algo de lo que querías transmitir, acuerdo en que el "querer para conseguirlo" maquilla todos los obstáculos y las verdades, a veces.

:s

ay tengo haaaaambre.
voy a ver que hay en mi heladera.

Will & Marie disse...

xo pienso que querer es essencial. eu não posso reclamar, tô sempre querendo. :*

ramiro disse...

hehe...o momento certo traz boas novas nos campos desejados...sempre!!! quem sabe na volta...grande abraço

Vidal disse...

ae tuts, cai dentro desse lacigarreta! o negócio é não pensar cara, se preocupa menos. passa a mão numa quilmes e arrebenta a esbórnia. abraço cara!

Túlio disse...

só pra constar, viver de joda é viver de gandaia e nao viver de "foda".

Amanda disse...

Poxa! Sabe Túlio estou passando por essa mesma fase, estou cansanda dessa vida de festas e baladase ao mesmo tempo se sentir fazia, mas o pouco tempo que eu passei ai em Bs As eu me diverti muito, realmente tem muitos lugares legais, isso porque eu não conhci nem a metade, mas eu te entendo deve ser poruque vc está sozinho.
Um grande abraço
Ah! continuo aguardando uma resposta...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Blog Widget by LinkWithin