segunda-feira, novembro 06, 2006

delírio número 1

tudo passou
e as notas dissonantes voltaram a tocar.
o telefone talvez toque,
a campainha também.
se tocar estarei bem perto para responder.

a chuva cai mais sonora,
já não há lugar na marquise para evitar.
o que espero tem um preço alto.
um charme, uma cena, uma dúvida.
quem sabe eu não espere mais.

tateio fotos, despedaço cenas,
suspiro enquanto freio a angústia
ontem vi você, levei um outro susto

se perguntarem se estou fora, apenas diga:
ele está escrevendo a nossa história

7 comments:

Anônimo disse...

Não sei se tem muito a ver com o seu delírio número 1.Mas me lembrei de um adagio popular que escutei em Napoli...
"Vale mais um bom desengano do que andar a vida inteira enganado".


[abraços]

Anônimo disse...

ojo con ese final!
también se lo puede pensar que termina medio como alguna milonga, o algun tango, porque suena medio sobrador..

no se, bueno esperare a la traducción para dar opiniones más firmes.

sigo aun pensando la hora de tu post..
hay que estar awake a las 3.34 am de un amanecer de lunes..

Túlio disse...

milonga noooooo!!!
"el dia que me quieeeras". No che, no y 1000 veces no!

Anônimo disse...

el día que me quieras no es una milonga.
es un tango.

Túlio disse...

JAJAJAJAJAJ!
esto cambia todo! para mi milonga era igual a tango!!!

marcelo, el urânia (haha) disse...

belo adagio popular. vivas a napoli!

Anônimo disse...

ACHEI MUITO BONITO SEU POEMA NÃO SEI SE UMA MÚSICA MAS A LETRA É MUITO BONITA, A RESPEITO DE SER SOLTEIRO,ACHO VOCÊ TEM UM POUCO DE MEDO DE GOSTAR DE ALGUÉM,MAS ANTES SÓ DO QUE MAL ACOMPANHADO!!!!!!!!

Blog Widget by LinkWithin