quarta-feira, abril 01, 2009

Alfonsín

Morreu Alfonsín, o Sarney argentino. Em agosto de 2008 já havia um post no Aires Buenos falando da saúde do ex-presidente.

Por mais que eu brinque e diga que os dois tinham bigode, apenas 3 anos de idade de diferença e governaram seus países na mesma época, no mesmo processo de abertura democrática, Alfonsín parece ter sido mais carismático e mais importante no contexto argentino.

Ontem, terça-feira, quando foi dada a notícia, não entendi tanto frenesi. Simplesmente todos os 5 canais de notícias por cabo, mais a Telefé e o Canal 13 (os maiores de sinal aberto) pararam suas programações para mostrar ao vivo todas as notícias.

Logo depois uma multidão de pessoas invadiu a Recoleta, na rua onde ele morava, e achei um exagero. Fiquei me perguntando se fosse no Brasil, qual morte de político receberia tanta cobertura midiática assim?

Na verdade é perfeitamente compreensível, que um país muito traumatizado com uma ditadura que matou tanta gente, chore a morte do homem que liderou o processo de abertura democrática, condenando vários militares pelas suas atrocidades.

6 comments:

Juliana Bragança disse...

aires buenos além de atualidades tambem tem história!

Mr.Jones disse...

pelo pouco q eu sei,Alfosin segurou aquela barra quando Argentina estava em uma de suas piores crises economicas.

adriana disse...

é que vc não viu a callao...voltei a pé ontem da florida até a minha casa e tive que fazer caminhos alternativos porque havia filas quilométricas de gente querendo dar seu último adeus a alfonsín. tbém fiquei pensando no brasil: quem comoveu tanto quando morreu? talvez o tancredo, por ter morrido de morte matada antes de assumir?

m disse...

tancredo, ulisses.

o alfonsin tava mais pra esses dois que pra sarney. sarney pegou a ponga somente.

o brasil PAROU pra chorar ayrton senna.

Anônimo disse...

Os únicos brasileiros que pararam para chorar pela mala pesada do Ayrton Senna foram os paulistas incentivados pela Rede Globo. A única morte que marcou o país de ponta a ponta, sem dúvida nenhuma, foi a do Tacredo Neves.

Julieta Abiusi disse...

Alfonsin é um símbolo argentino Tulio. Representa tudo aquilo que o argentino é, toda a frustração.
Já viu um desenho da Mafalda que o Quino fez em homenagem, na época!? Explica muito. Bj!

Blog Widget by LinkWithin