quinta-feira, outubro 04, 2007

Guia Rápido de Buenos Aires: 1. Centro e Retiro

Estou novamente com visitas no meu apartamento e isso de nenhuma maneira me incomoda.

Com mais de 18 meses de Buenos Aires já fiz vários "tours" pela cidade, podendo fazer até quase um guia sobre isso. A maioria dos guias que li são muito bons, mas sempre acabam esquecendo um ou outro lugar ou supervalorizando outros.

Aqui vai um resumo do tour geral que faço com meus visitantes, dividi em 10 capítulos que aos poucos vou postar nesse humilde blog.

1. Centro / Retiro
2. 9 de Julio / Corrientes
3. Puerto Madero
4. Recoleta / Barrio Norte
5. Palermo (Parques e compras)
6. San Telmo / Boca
7. Tigre / San Isidro
8. Futebol
9. Noite e Náite
10. O que os guias não dizem


1. Centro e Retiro
É possível gastar um dia inteiro, ou mais, no centro da cidade. São vários tipos de turismo no mesmo quilômetro quadrado: turismo histórico, de compras e de "poder".

Na Plaza de Mayo se encontra a Casa Rosada, um edifício do Bando de La Nación (onde vale a pena tirar uma foto em uma de suas gigantescas portas) e também a Catedral da Cidade onde estão os restos de San Martin. Nessa praça nasce a avenida de Mayo que liga o centro do poder executivo (Casa Rosada) ao poder legislativo (Congresso).

É uma das avenidas mais lindas da cidade porque conserva quase tudo de seu ar clássico de quando foi criado. Por baixo dela corre a linha A do Subte (Metro), que é a linha de metrô mais antiga da cidade. Trens com cara de anos 20, todos de madeira e que ainda funcionam normalmente ligando o centro da cidade ao bairro de Caballito. Vale a pena andar um pouco nesse "subte" e dar uma olhada na estação Peru, onde na parede existem cartazes muito antigos com propagandas de produtos mais velhos ainda. Ainda na Avenida de Mayo está o Café Tortoni, que é imperdível. Um Café antiguíssimo e cheio de história que deve ser visitado. Nessa mesma onda do Tortoni está a Confeitaria Ideal, na Calle Suipacha, bem perto da Corrientes.

É lá no centro também onde está a famosa calle Florida, onde nos fins de semana se fala mais português do que espanhol. É um turismos sem nenhum charme. Apenas uma galera de brasileiros falando alto e fazendo suas compras. Minha recomendação são as lojas da Falabella: uma de decoração e a outra de roupas e eletrônicos. Seria algo como a Renner brasileira. É possível achar lá jaquetas e tênis da Adidas com preços mais em conta que nas próprias lojas da marca.

Caminhando pela Calle Florida você chega ao seu final na Plaza San Martin. Geograficamente aí já é o bairro do Retiro, onde se encontra um prédio do Mercosul, a gigantes e ostentosa estação de trem de Retiro e a não tão glamourosa rodoviária. A estação de trem é um espetáculo à parte no estilo da Central do Brasil do Rio. Além de ligar Buenos Aires à zona norte da região, a estação também é ponto final da linha C de metrô. Entre a Plaza San Martin e a estação está o começo da Avenida Libertador, espécie de via rápida da cidade. Uma avenida com inúmeras pistas e que em nessa parte da cidade estão prédios residenciais muito chiques e gigantes. Vale a pena dar uma caminhada aí só para conhecer um pouco da "nata" porteña.

2 comments:

Chris Pessoa disse...

Que post excelente, Túlio! Aguardo ansiosamente pelos próximos.
[]'s

a tai. disse...

eeeee! :D
hahaha, já tô ansiosa pra conhecer a argentina :~

Blog Widget by LinkWithin