sábado, dezembro 30, 2006

Pobre Saddam

Saddam Hussein está morto. Uma lenda-viva agora está morta.
Confesso que sempre fui com a cara dele. Claro, ele deve ter matado milhares e milhares de pessoas, torturado outra centena, mas algo naquele bigode escondia um certo carisma.
Seu sorriso e o modo que ele se apresentava nas câmeras. Aquela coisa de ter uma foto sua em todo lugar do Iraque era praticamente uma caricatura que um filme americano poderia fazer de uma republiqueta qualquer, mas o pior era que tudo era verdade.

Ver as notícias do julgamento e seus xingamentos, sua postura e recusa em reconhecer o juiz e o próprio modo de se ainda apresentar como presidente do Iraque eram um show à parte. De alguma maneira era o modo dele de não se curvar nunca aos EUA, por mais patético que fosse. Um desrespeito cômico ao julgamento e uma mostra de toda sua arrogância, mesmo que preso numa cela sem poder fazer nem xixi sem ser vigiado.

Acredito que esse blog vai logo logo aparecer em alguma denúncia para a CIA, afinal já citei as filhas do Bush e agora admito uma ligeira simpatia que nutria a um tirano assassino.
Fato que Saddam era uma lenda. Lembro das inúmeras paródias em homenagem à ele, seja naquela bosta de filme Top Gang 2 ou até mesmo no Casseta e Planeta. Um personagem de fato simpático, excluindo-se o fato de ser ele o responsável por uma verdadeira carnificina. Não vou ficar aqui defendendo esse post besta e sem sentindo. Quem entendeu, entendeu.

O mundo acordará amanhã com um bigode e uma lenda a menos. E o nosso mundo, meus caros, precisa de lendas e bigodes.

Ótimo 2007 a todos!

3 comments:

Mariana disse...

Que Deus nos livre de outros bigodes e lendas como essa... E que 2007 seja um ano com menos figuras cafajestes e, de fato, com mais pessoas de sorriso simpático e coração sincero! Beijim!!

maray disse...

Sei o que você quis dizer! Sabe que ele era muito parecido com meu pai? De cara, quero dizer. Que meu pai não matava nem barata quando minha mãe pedia :) Mas a pena de morte me horroriza. Mesmo pra genocidas. Iguala todos na mesma miséria de tratar os seres humanos e seus problemas de forma besta: matando.
Um ano bem melhor que o anterior, pra você! Abração

Vinícius Cunha disse...

É a hora da renovação, quem sabe o Olívio Dutra não substitui ele. É a vez da america latina ter seu representante bigodudo.

Blog Widget by LinkWithin