sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Futeba corporativo

Das três vezes que fui jogar futebol com o pessoal aqui na empresa, em todas fiz ao menos um gol na partida. Certa vez fiz três, numa noite inspirada. Isso mostra muito bem como é o nível da galera.

Ontem, além de anotar o meu golzinho, levei uma bela de uma bolada na cara enquanto eu estava de goleiro, o que fez o meu nariz sangrar além de provocar um corte interno na minha boca.

Tudo bem, o que importa é o futebol. Pelo menos defendi o chute e a bola não entrou. O gosto de sangue na boca é detalhe, além de ser meio heróico.

5 comments:

patrícia. disse...

Só por curiosidade, foi o seu time que ganhou??

pumpkincita disse...

todo por el fuchibol jaja

Túlio disse...

la sangre de la victoria.

George disse...

Aires Buenos sempre foi (desde o endereço antigo), Puro Futebol!

Túlio, já passei por momentos semelhantes. A mais marcante foi uma bolada na "boca do estômago", com uma bola de borracha quase maciça. O tórax ordenou pro oxigênio: "ninguém entra, ninguém sai"...tinha 10 anos.

Agora o boleio no rosto, pode ser mais ou menos indolor, depende do chute, mas guarda na cara uma sensação de que a pelota tá lá, "colada" ainda.

E, inexplicavelmente, a "vítima" normalmente tem a sensação de que precisa do revide, apesar de ser apenas um acidente de trabalho.

E se ainda, como estavas de goleiro, impediste o gol, a jornada está completa.

Exatamente pra estes casos, é que existe a cerveja pós-peleia. Desce perfeita (como sempre) e ameniza o gosto de "ferrugem".

Túlio disse...

hahahaha.. é verdade, fiquei puto.

Blog Widget by LinkWithin